SAP FI-GL Contabilidade Geral | Saiba tudo sobre o SAP FI GL

SAP FI-GL

SAP FI-GL – Contabilidade Geral

É no SAP FI-GL onde se encontra o registro de todas as transações contábeis relevantes (registros principais e liquidações de contabilidade interna) de um sistema integrado a todas as outras operacionais, assegurando que os dados contábeis estejam sempre completos e precisos.

Neste sub-componente SAP FI-GL cadastra-se o plano de contas operacional e emitem-se o Balanço Patrimonial e a Demonstração de Resultado das empresas de acordo com as normas legais vigentes em cada pais.

Integração entre os Módulos

Todas as transações relevantes para contabilidade FI-GL feitas ​nos componentes Logística (LO) ou Recursos Humanos (HR) ​são lançadas em tempo real na Contabilidade financeira por ​meio da determinação automática da conta. Esses dados ​também podem ser transferidos para Controlling (CO).​

Isso assegura que movimentos logísticos de mercadorias ​(tais como recepção e remessa de ercadorias) estão ​refletidos exatamente nas atualizações com base no valor ​na contabilidade.

Consultoria SAP

Seja qual for a necessidade, sempre oferecemos uma solução.

Consultores experiente em SAP. Atendimento para suporte, implantação, e melhorias em seu sistema SAP. Possuimos atendimentos presencial e Remoto. Entre em contato e solicite uma cotação .

Saiba Mais

Estrutura Organizacional

Estrutura organizacional é composta de elementos que representam a parte legal e/ou visões organizacionais de uma empresa. 

 

Empresa (Company Code)

A empresa é uma unidade organizacional da contabilidade que estrutura o empreendimento do ponto de vista da contabilidade financeira. Uma empresa deverá ser constituída de acordo com pontos de vista fiscais, comerciais e contabilísticos.

Filial

Na versão localizada do SAP, foi necessária a criação do elemento organizacional filial. Cada filial é associada a um mesmo CNPJ. Neste nível, são emitidos relatórios de impostos e de Notas Fiscais.

Divisão

A divisão é uma unidade organizacional da contabilidade correspondendo a uma área de atividade delimitada da empresa ou a uma área de responsabilidade dentro da empresa. As divisões são principalmente utilizadas para facilitar o sistema de relatórios de segmentos externos entre empresas, abrangendo as principais áreas de operação da empresa (linhas de produto, filiais). 

Todos os itens de balanço, como ativos imobilizados, contas a receber, contas a pagar e estoque de material, bem como todo o cálculo de lucros e perdas podem ser atribuídos diretamente a divisões. 

Somente os bancos, o patrimônio líquido e os impostos podem ser atribuídos indiretamente às divisões, por meio de processamento manual. Por isso, os balanços financeiros e as declarações fiscais exigidas por lei não podem ser criadas no nível de divisão. Os balanços financeiros no nível de divisão são adequados, portanto, somente para o sistema de relatórios interno.

 

Moedas

  • Moedas Paralelas: Na contabilidade financeira FI-GL, é possível definir até duas moedas paralelas além da moeda interna. É possível usar vários tipos diferentes de moeda como moedas paralelas. O usuário define a moeda para um tipo de moeda ao definir as unidades organizacionais.
    •  Moeda Interna – moeda da empresa (BRL)
    •  Moeda Forte (USD)
    •  Moeda Indexada (UFIR)

Tabela de Taxas de ConversãoDurante o lançamento, os montantes são também salvos em moedas paralelas. Os montantes são convertidos automaticamente, embora seja possível entrar com a taxa manualmente durante o lançamento. Por esse motivo é necessário manter sempre atualizado o cadastro das taxas de conversão para todas as moedas que possam surgir nas operações empresariais da sua empresa.

 

Plano de Contas

Plano de Contas FI-GL é uma lista de todas as contas do Razão usadas por uma ou por várias empresas. Para cada conta do Razão, o plano de contas contém o nº de conta, o nome da conta e as informações que controlam o funcionamento de uma conta e como uma conta do Razão é criada em uma empresa.

Os planos de contas podem ter três funções diferentes no sistema:

    •  Plano de contas operacional 
    •  Plano de contas do grupo ou corporativo 
    •  Plano de contas do país ou alternativo

Plano de contas operacionalO plano de contas operacional contém as contas do Razão usadas para lançamento na empresa durante atividades diárias. Tanto a Contabilidade financeira quanto  o Controlling usam este plano. É necessário atribuir um plano de contas operacional a uma empresa.

Plano de contas do grupo ou corporativoEsse plano contém as contas do Razão usadas por todo o grupo de empresas. Permite-se que a sociedade forneça relatórios a todo o grupo de empresas.A atribuição de um plano de contas do grupo de empresas a uma empresa é opcional.

Plano de contas do país ou alternativoO plano de contas específico do país contém as contas necessárias do Razão necessárias para atender às necessidades legais do país. Permite-se fornecer comprovantes para as necessidades legais do país. A atribuição de um plano de contas específico do país a uma empresa é opcional.

Grupo de Contas:

O grupo de contas é um sumário de contas baseado em critérios que operam a maneira pela qual são criados os registros mestre. O grupo de contas determina:

    •  O intervalo de nºs no qual o nº de conta é marcado durante a criação de uma conta do Razão.
    •  A estrutura da tela para criação de contas do Razão na área específica da empresa.

Por intermédio do grupo de contas, é possível agrupar as contas do Razão de acordo com a área funcional. 

Por exemplo, é possível agrupar todas as contas bancárias, contas correntes postais e dinheiro no grupo de contas FIN para “fundos líquidos”.

Dados Mestre

Os registros mestre da conta do Razão contêm os dados que são sempre necessários para que a função da conta seja determinada pelo Razão. Estes registros controlam o lançamento de transações contábeis de contas do Razão e o processamento dos dados de lançamento.

Estrutura

Os registros mestre da conta do Razão estão divididos em duas áreas, de modo que as empresas com os mesmos planos de conta possam usar as mesmas contas do Razão.

    •  Área do plano de contas: A área do plano de contas contém os dados válidos para todas as empresas, como o nº de conta e descrição.
    •  Área específica da empresa: A área específica da empresa contém dados que podem variar de uma empresa para outra, tal como a moeda na qual a conta pode ser lançada.

 

Contas de Reconciliação

Não recebem lançamentos diretamente. Os lançamentos são feitos nas contas de Clientes e Fornecedores, e o sistema lança automaticamente na conta de Reconciliação.

Tipos de contas:

    •  A – Contas de Imobilizado
    •  D – Contas de Cliente
    •  K – Fornecedores
    •  S – Contas do Razão
    •  M – Contas de Materiais
    •  V – Contas de contrato
 

Lançamentos

Lançamento ContábilUm documento contábil FI-GL é formado de cabeçalho e itensO cabeçalho armazena dados como a data e o tipo do documento,  a data de lançamento e a moeda. O item do documento armazena dados do lançamento como a conta, o centro de custo e o valor.

Tipos de lançamentos no Razão FI-GL:

  •  Lançamentos diretos 
  •  Documentos Pré-editados
  •  Documentos de Referência

Lançamentos Automáticos: Ao lançar documentos, o sistema adiciona partidas individuais criadas automaticamente de partidas entradas manualmente. Por exemplo, o montante de imposto, o  montante de desconto, ganhos e perdas de conversões de moeda estrangeira (diferenças de câmbio) podem ser calculados e lançados automaticamente pelo sistema.

Lançamentos diretos: São lançamentos com contabilização imediata no razão. Todo lançamento deverá ter a soma dos débitos e dos créditos igual a zero.

Documentos Pré-editadosCom a pré-edição do documento pode-se registrar e arquivar (pré-editar) os documentos incompletos no sistema sem verificação de entrada. Os documentos pré-editados podem ser posteriormente completados, verificados e lançados – eventualmente por um outro responsável.

Documentos de ReferênciaO método de referência é uma ferramenta de entrada de documento. Se for lançar freqüentemente os mesmos documentos com os mesmos dados, o uso de diferentes métodos de referência pode economizar tempo e evitar erros na entrada do documento.

Tipos de documentos de referência:

  •  Modelo de Classificação Contábil
  •  Documento Periódico
  •  Documento Modelo

Modelo de Classificação ContábilPode-se usar o modelo de classificação contábil FI-GL para economizar tempo e evitar erros, se usar com freqüência as mesmas classificações contábeis abrangentes, tais como a distribuição de montantes para diversas contas ou centros de custo.

Documento PeriódicoSão entradas periódicas lançadas por um programa com base em documentos de lançamentos periódicos . Esse procedimento é comparável à ordem permanente dada ao banco para a dedução de aluguel, pagamentos de prêmio ou amortização de empréstimos. Os lançamentos podem ser feitos periodicamente ou em uma data específica.

Documento ModeloAo contrário de um documento contábil, os documentos modelo não atualizam movimentações no período. Eles servem apenas como fontes de dados para um documento contábil. A vantagem é que podem ser modificados ou ampliados. Deve-se usar um documento modelo, ao invés de um documento contábil, se necessitar de um documento de referência para estruturá-lo a seu próprio modo.

 

Variação Cambial

Avaliação em Moeda EstrangeiraCaso a empresa utilize contas administradas em moeda estrangeira, no encerramento de cada período deve ser executado o programa de avaliação em moeda estrangeira. As contas patrimoniais em moeda estrangeira são avaliadas e as diferenças de câmbio são lançadas nas contas de despesas e de rendimentos referentes às diferenças de câmbio em moeda interna. 

Itens considerados na avaliação

  •  O saldo da conta patrimonial em moeda estrangeira, ou seja, o saldo da conta do Razão em moeda estrangeira, é a base da avaliação. 
  •  O resultado da avaliação é lançado na conta avaliada. 
  •  Os lucros ou as perdas da taxa de câmbio a partir da avaliação são lançados em uma conta separada de despesas ou de rendimentos para as diferenças na taxa de câmbio como uma compensação. 
 

Fechamento Mensal e Anual

Fechamento Mensal: O encerramento do mês abrange todas as atividades envolvidas no encerramento de um período contábil FI-GL. Como parte do encerramento do mês pode-se realizar as atividades a seguir:

  • Abrir e encerrar períodos contábeis
  •  Criar relatórios externos
    •  Balanço/demonstração do resultado do exercício 
    •  Livro Diário
  •  Documentar os dados de lançamento
    •  Relação de saldos 
    •  Lista de partidas em aberto

Fechamento AnualNo início do novo exercício, deve-se abrir novos períodos contábeis e transportar o saldo do exercício anterior. Da mesma forma como acontece com o encerramento do mês, pode-se criar todos os relatórios externos necessários, bem como documentar os dados de lançamento e realizar as análises internas.

Transporte de Saldo InicialDurante o processo de transporte de saldos, as contas de lucros e perdas são transportadas para uma ou mais contas de lucros líquidos acumulados. Os saldos nas contas de balanço são simplesmente transportados para o novo exercício.

 

Conheça também as principais configurações do módulo SAP FI

 

Principais Transações SAP FI GL

 

TransaçãoDescrição
FS01Criar mestre Conta do Razão
FS02Modificar mestre Conta do Razão
FS03Exibir mestre Conta do Razão
FBL3NPartidas individuais contas do Razão
FB50Lançar conta do Razão
FBR2Lançar documento com modelo
FS00Atualizar dados mestres Conta do Razão
FB08Estornar documento
FBRAAnular compensação
F.13Compensação automática
F-03Compensar conta do Razão
FBV0Lançar documento pré-editado
FS10NExibição de saldos do Razão
FSP0Registro mestre Conta Razão no plano de contas
F.10Razão: Plano de Contas
FB01Lançar documento
FB02Modificar documento
FB03Exibir documento
FB04Modificações de documento
Veja Também
Message Us on WhatsApp