ERPFlex – Produção

ERPFlex – Produção

Conheça o módulo Produção ERPFlex

Módulo Produção ERPFlex

Consultores Especializados

A Six IT possui um time de especialistas em sistemas ERP. Profissionais com ampla experiência em implementações, suporte (Remoto ou presencial) e Desenvolvimentos de customizações. Entre em contato e faça uma cotação.

Cadastros

Cadastro de Estrutura de Produtos/Serviços

O cadastro de Estruturas do sistema ERPFlex determina os componentes necessários para o processo de produção de um produto. Ele pode ter vários níveis, isto é, pode conter subestruturas de produtos intermediários.

A quantidade do componente pode ser Variável ou Fixa. É fixa quando for independente da quantidade produzida; e variável, quando for proporcional.

Para facilitar os cálculos das quantidades dos componentes, deve-se trabalhar com uma Quantidade Básica na Estrutura, via de regra igual às quantidades dos lotes de produção ou venda no caso de serviços. Ao se criar um Orçamento, uma OS ou uma OP com uma determinada quantidade, o ERPFlex sugere a quantidade dos componentes de acordo com a Estrutura, proporcionalmente à Quantidade Base (fora as Fixas, pois elas independem da quantidade produzida).

Ao se concluir uma estrutura tem-se o seu Custo, que pode ser gravado no campo Custo Standard do produto. E aplicando uma margem de lucro, o seu preço de venda.

Quando utilizar Estruturas para gerar requisições?

Quando o processo de produção é repetitivo, isto é, ocorre sempre da mesma forma; nesse caso, é conveniente fazer uso de estruturas. Esse recurso padroniza e automatiza as requisições ao estoque, uma vez que relaciona os componentes ou matérias-primas, e as quantidades necessárias de cada item para fabricação do produto, também auxilia nas compras e melhor planejamento e controle da produção.

Com isso, ao se abrir uma OP de um produto que tenha estrutura, o trabalho de digitação das requisições fica facilitado, porque já são apresentados os componentes com a quantidade necessária para aquela produção.

Caso as produções sejam sob encomenda ou não ocorram de forma padrão, não é preciso cadastrar estruturas. Aconselha-se lançar as requisições manualmente, à medida da necessidade.

Onde é Utilizado

Na rotina de Ordem de Produção, Ordem de Serviço e MRP I.

Lançamentos

Ordem de Produção

O ERPFlex tem uma rotina de Ordem de Produção simples, porém suficiente para a pequena empresa. Trata-se da rotina que dá inicio ao processo de fabricação de um produto acabado, a produção é realizada a partir de outros produtos, denominados componentes ou matéria – prima, que serão requisitados do estoque e que juntos após o processo de produção darão origem ao produto acabado.

A OP é fundamental para obter uma visão dos custos envolvidos, bem como a necessidade de compra e requisição do estoque. Uma vez aberta, a ela podem ser apropriadas despesas e requisições de materiais. Esses gastos vão se acumulando na OP até o seu encerramento, que ocorre por meio de uma produção. Nesse momento, todo o custo acumulado é levado ao estoque de produtos e o saldo da OP é zerado.

MRP I

A Consulta MRP I baseia-se na estrutura de produtos para exibir quais e quantos componentes são necessários para produzir uma determinada quantidade de um produto em particular. Dentro da consulta é possível parametrizar se a quantidade em estoque será levada em consideração ou não. A exibição da consulta sem levar em consideração o saldo em estoque mostra a quantidade necessária de acordo com a estrutura do produto e a quantidade informada na consulta. Já a consulta considerando o saldo dos componentes existentes no estoque, calcula a quantidade adicional necessária além de levar em consideração a estrutura de produtos na respectiva quantidade necessária conta com a quantidade existente no estoque e mostra a respectiva atualização do saldo.

Caso esteja marcado, cada produto, mesmo que apareça várias vezes na estrutura, as quantidades são somadas, e ele aparecerá somente uma vez.

Ficha de Produção

A ficha de produção tem como objetivo o acompanhamento do avanço das etapas da produção. Para isso, é importante cadastrar previamente as estruturas de produtos com as respectivas operações.

É importante observar que a ficha de produção não é gerada pelo MRP I. No entanto, é possível gerar as ordens de produção pelo MRP I e criar uma ficha de produção para controlar o andamento do processo.

O processo da ficha de produção envolve:

    1. Abertura da ficha de produção;
    2. Gerar e vincular automaticamente as OPs; ou
      Incluir uma OP já existente ou uma nova e relacionar manualmente às etapas;
    3. Se necessário, incluir etapas sem vínculo com ordem de produção; ou processar em lote o avanço para cada etapa.
    4. Apontar o encerramento das etapas.

Canal ERPFlex

A Six IT é um canal homologado ERPFlex, entre em contato e saiba como podemos ajudar sua empresa

Veja também:

Ernesto Haberkorn
Ernesto Haberkorn admin

Conheça o Ernesto Haberkorn, fundador e idealizador do ERPFlex

ERPFlex – Faturamento
ERPFlex – Faturamento admin

Saiba tudo sobre o Módulo de Faturamento ERPFlex

ERPFlex – Comercial
ERPFlex – Comercial admin

Saiba tudo sobre o Módulo Comercial ERPFlex

ERPFlex – Compras
ERPFlex – Compras admin

Saiba tudo sobre o Módulo de Compras ERPFlex

Contatos

Entre em contato e saiba mais

Contato

Envie seus dados que entraremos em contato
Fale Conosco pelo Whatsapp (11) 96646-0719